segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009

Urticária

Tipos de urticária

* Urticária aguda geralmente aparece alguns minutos depois do contato com o alérgeno, e pode durar de algumas horas a várias semanas. Reações alérgicas à comida tipicamente se encaixam nessa categoria. Causas comuns da reação incluem consumo de mariscos, nozes, ovos e peixe.

* Urticária crônica refere-se a erupções que persistem por mais de seis semanas. Não há diferença visual entre a urticária crônica e aguda. Alguns dos casos crônicos mais severos duram mais de 20 anos.

* Urticária induzida por medicamentos tem mostrado resultar em deficiência cardiorespiratória grave. Dentre os medicamentos que podem provocar esse tipo de urticária estão: amaryl®, aspirina, penicilina, sulfonamides e anticonvulsivantes.

* Urticária física, que é geralmente categorizada em:
. Aquagênicas: reação à água (rara)
. Colinérgica: reação ao calor corporal, como quando estiver praticando exercício físico.
. Frio: reação ao frio, como gelo, ar gelado ou água fria.
. Pressão atrasada: reação ao ficar por longos períodos com sutiãs ou cintos.
. Dermografismo: reação quando a pele é arranhada (muito comum).
. Calor: reação a objetos quentes (rara).
. Solar: reação à exposição direta à luz solar (rara).
. Vibração: reação à vibração (rara).
. Adrenérgica: reação à adrenalina / noradrenalina (extremamente rara).



Tratamento da urticária

* Anti-histamina oral provê boa solução para urticária aguda. A medicação reduzirá a coceira e auxiliará no desaparecimento dos vergões. Anti-histaminas principalmente reduzem a sensibilidade. Efeito colateral a curto prazo inclui sonolência, e a longo prazo pode fazer com o sistema imunológico fique mais fraco.

* Banhos de aveia e soluções anti-pruriticas também podem ser usados para aliviar a coceira.

* Banhos desintoxicantes consistem de remédios aromáticos como sal de Epsom com óleo para o corpo e água quente por 20 minutos. Esse método essencialmente força a pele a transpirar e excretar qualquer toxina em potencial. Não é recomendado para pessoas com problemas cardíacos.
Fonte(s):
http://www.copacabanarunners.net/urticar...

O que é urticária?
É uma alergia na pele que afeta mais de 20% da população em algum momento da vida. Podem aparecer vergões vermelhos, elevados, mudando de tamanho e forma rapidamente. As lesões podem ser mais ou menos localizadas. São chamadas de urticárias agudas aquelas com menos de 30 dias de evolução e urticárias crônicas aquelas com mais de 4 a 6 semanas de evolução.

Como se desenvolve ou se adquire?

A urticária pode ser causada ou desencadeada por alguns alimentos, medicamentos, inalantes, infecções, verminose, doenças sistêmicas, agentes físicos (frio, calor, pressão, luz) e fatores emocionais.

O que se sente?

Aparecimento súbito de manchas avermelhadas elevadas que tendem a ter o centro mais claro, isoladas ou em grupos, com formato irregular, trocando rapidamente de lugar. Em geral, a coceira é intensa, podendo estar ausente em alguns casos. As lesões também podem apresentar ardência e ferroadas.

Como o médico faz o diagnóstico?

O diagnóstico é feito pelas lesões e sua história rápida de aparecimento.

Muitas vezes são necessários exames de sangue, urina e fezes para ajudar na detecção de alguma doença associada ou desencadeante.

Para alguns casos mais raros é importante o exame de pele - biópsia - para descartar outras patologias (doenças) dermatológicas.

Como se trata?

Nos casos graves, com dificuldade de respirar, o tratamento deve ser uma emergência médica.

Nos casos moderados a leves, o tratamento pode ser com medicações por via oral ou de alívio dos sintomas com medicações tópicas (de passar na pele).

Sempre se deve investigar a causa, na tentativa de evitar o fator desencadeante.

Como se previne?

As orientações gerais são direcionadas na busca da causa do processo, enfatizando sempre a procura do uso de medicamentos, contatos, alimentos ou outros desencadeantes.

Quando for identificado um agente causador, o paciente deve ser informado para evitar aquelas substâncias ou alimentos que lhe façam mal para poder evitá-los.

Um comentário:

BobZeeLa disse...

jaboticabas sempre me dão urticária... mas eu adoro essas frutinhas pretas que nascem no tronco da árvore. e que por acaso estão na tua foto. hehehehe